CENTRO EDUCACIONAL FIRMO

Informativos

O verdadeiro significado da Páscoa

Imagem relacionadaQuando pensamos em páscoa, a primeira coisa que imaginamos são os famosos ovos de chocolate. Mas é importante  lembrarmos  o  verdadeiro significado desta data, para ensinarmos às nossas crianças.  

Independente da religião que seguimos, a páscoa cristã nos leva a refletir sobre o amor, a vida e a capacidade de recomeçar, tornando esse dia, além de muito doce, especial!

ORIGEM E SIGNIFICADO DA PÁSCOA

A origem da celebração da Páscoa está na história judaica relatada na Bí¬blia, no livro chamado “Êxodo”, que significa “saí¬da” e é exatamente a saí¬da dos judeus do Egito que esse livro relata. Quando Ramsés II, rei do Egito, subiu ao trono, apavorou-se com o crescimento do povo de Israel, achando que esse crescimento colocava em risco o seu poder.

Essa preocupação,deu início a uma série de ordens e obras levaram os judeus a um perí¬odo de grande sofrimento. Conta a Bí¬blia que Deus, vendo o que se passava com seu povo, escolheu  Moisés para tirá-los dessa situação,  dando a  ele os poderes necessários para o cumprimento da missão. Na semana em que o povo de Israel iniciou sua jornada para sair do Egito, Deus ordenou que comessem só pão sem fermento e no último dia, quando finalmente estariam fora do Egito seria comemorada a primeira Páscoa, sendo esse procedimento celebrado de geração em geração.


Essa celebração recebeu o nome de Pessach, que em hebraico significa passagem, nesse caso da escravidão à liberdade. Daí¬ surgiu a palavra Páscoa. Jesus Cristo deu novo significado à Páscoa. Ele trouxe a “boa-nova”, esperança de uma vida melhor, trouxe a receita para que o povo se libertasse dos sofrimentos e das maldades praticadas naquela época.


A morte de Jesus Cristo representa o fim dos tormentos. A sua ressurreição simboliza o início de uma vida nova, iluminada e regrada pelos preceitos de Deus. O domingo de Páscoa marca a passagem da morte para vida, das trevas para luz. Hoje, o domingo de Páscoa representa uma oportunidade de fazermos uma retrospectiva em nossas vidas, e estabelecermos um ponte de recomeço, de sermos melhores, de sairmos do “Egito”.